sábado, 19 de junho de 2010

ASUS CORE UNLOCKER

Desempenho com núcleos desbloqueados

  • Muitas CPUS possuem vários núcleos desativados durante sua fabricação e o Core Unlocker traz esses núcleos de volta à vida.

  • Os usuários precisam apenas apertar um botão na placa ou um atalho no teclado para que a busca por tais núcleos seja feita automaticamente.

  • Os processadores de 4 núcleos podem se tornar quíntuplo ou sêxtuplo em minutos

Placas-mãe AMD com Core Unlocker

Modelo de placa-mãe Plataforma
Crosshair IV Formula AMD® 890FX/SB850
Crosshair III Formula AMD 790FX+SB750
M4A79T Deluxe AMD 790FX+SB750
M4A79 Deluxe AMD 790FX+SB750
M4A79XTD EVO AMD 790X+SB750
M4A78T-E AMD 790GX+SB750
M4A78-E AMD 790GX+SB750
M4A785T-M AMD 785G+SB710
M4A785-M AMD 785G+SB710
M4A785TD-V EVO AMD 785G+SB710
M4A785TD-M EVO AMD 785G+SB710
M4A785D-M PRO AMD 785G+SB710
M4A78-AM AMD 780G+SB710
M4A78-EM/1394 AMD 780G+SB710
M4A77TD PRO AMD 770+SB710
M4A77TD AMD 770+SB710
M4A77T AMD 770+SB710
M4A77D AMD 770+SB710
M4A77 AMD 770+SB710
M4A78L-M LE AMD 760G+SB710
M4A78L-M AMD 760G+SB710
M4A78LT-M AMD 760G+SB710
M4A78LT-M LE AMD 760G+SB710
M4N82 Deluxe NVIDIA nForce 980a SLI
M4N72-E NVIDIA nForce 750a SLI
M4N78 PRO NVIDIA GeForce 8300
M4N98TD EVO NVIDIA nForce 980a SLI
M4N75TD NVIDIA nForce 750a SLI
M4N68T PRO NVIDIA nForce 630a
M4A89GTD PRO AMD 890GX+SB850
M4A89GTD PRO/USB3 AMD 890GX+SB850
M4A79T Deluxe/U3S6 AMD 790FX+SB750
M4A785TD-V EVO/U3S6 AMD 785G+SB710
M4A77TD PRO/U3S6 AMD 770+SB710

Os Estados e lojas onde pode ser encontrado:

CLIQUE AQUI

USB 3.0

Campartilhe, faça backups e download.

O USB 3.0 pode alcançar velocidades de transferência ate 10 veszes mais rápido do que o USB 2.0, isso significa que você pode copiar um filme HD de 25GB em pouco mais de um minutu. O novo padrão também fornece mais para periféricoa para recarregá-los mais rapidamente.

A ASUS já adotou o USB 3.0 como padrão em um vários de seus novos produtos, de placas-mãe e noteboocks.

Os Estados e lojas onde pode ser encontrado:

CLIQUE AQUI!


domingo, 13 de junho de 2010

PATRICK SWAYZE

video

sábado, 12 de junho de 2010

A Pluma e a Rocha.

Em uma pequena cidade nascia uma menina que chegava a este mundo sem os movimentos de suas pernas. De família pobre, a criança foi rejeitada pelo seu pai por ter nascido com defeito físicos. Sua mãe, mesmo sabendo o quanto seria difícil cuidar dela, não a deixou abandonada e nem a entregou para outra família cuidar. O pai após cometer a injustiça para com sua filha e esposa, foi embora da cidade e nunca mais souberam notícias do mesmo.

A mãe a colocava nos abraços e saia a procura de serviço para conseguir comprar o alimento para as duas. Para a felicidade de mãe e filha é que, o único problema que ela apresentava era sua defidiência. Isto não significava que seu dia a dia era algo fácil. Tinha dia que só conseguia uma refeição.

Com o passar do tempo, a menina já uma jovem adolescente, começou a cultivar rosas vermelhas no quintal de seu humilde lar. Sua mãe não entendia os motivos que a levava a praticar tal ação. Porém, ela se sentia bem vendo sua filha feliz entre as rosas.

A jovem passava a ser insurtada pelos outros jovens a verem ela sair se arrastando para ir ao colégio ou comprar algo no comércio da pequena cidade. Sua mãe ficava muito triste com este fato. Contudo, não tinha como empedí-los, por mais que ela pedisse. Sua filha era que a consolava, dezendo: um dia eu ti darei uma vida digna. A mãe parava de chorar e ficava pensando como isto seria possível!

Certo dia, a jovem menina foi ao seu plantio de rosas vermelhas e verificou que havia lindas rosas prontas para serem colhidas. Ela não pensou duas vezes! Começou a colher algumas rosas e saiu para as vendê-las na praça da cidade, bem nos batentes do Coreto. Os jovens apaixonados de início ficaram distante dela, porém, só bastou um comprar uma rosas para sua namorada, para que os demais fizeste o memsmo. Neste dia, a menina retornou para casa feliz e realizada. Havia conseguido seu dinheiro e causado felicidades a muitos corações apaixonados. Sua mãe não acreditou no que aconteceu. Sua flágio filha estava mostrando um lado de bravura e coragem perante uma sociedade preconceituosa.

Não pense que era fácil para ela sai de sua casa e ir para o Coreto vender as rosas. No seu trajeto, ela era provocada por algumas pessoas que riam delas por sai arrastando-se com sua cesta de rosas pela rua. Entretando, ela já não ligava mais para os insultos. Seus lindo pensamentos só estava direcionado para os jovens casais que ela ia encontrar na praça. Suas rosas pareciam conter alguma força. Pois, até os homens casados passaram a comprá-las para suas esposas. Muitos casais que estavam preste a se separarem, começaram a retornarem acreditar na margia do Amor. Poemas eram declarados para suas amadas no Coreto da praça. Isto, tanto pelos solteiros, como também, por alguns casados.

A vida da menina, agora uma moça, estava bem melhor do que antes. Sua mãe só sentia orgulho da bela filha de olhos azuis e cabelos louros.

Certo dia retornou a cidade, um homem que eram conhecido por não ter sentimentos por ninguém. Ele havia fechado seu coração para o Amor, pois, havia sido muito rejeitado pelas garotas desde sua adolescência. Agora, um homem milhonário, ele atraia até as mulheres casadas.

Em uma tarde de domingo, ele foi para a praça visitar o Coreto onde brincava quando era criança. Foi nesta ocasião, que ele avistou a jovem vendendora de rosas na escadaria do Coreto. Movido por um sentimento estranho, ele sentiu o desejo de comprar uma rosa da jovem. Passado uma semana, ele verificou que a rosa que havia compardo, continuava com a mesma aparência do primeiro dia. Ele saiu a procura da vendedora de rosas pela cidade. Até que ele avisto-a se arrastando na rua. Parau o carro próximo a ela e se ofereceu a levá-la para a residência da jovem. Ela já estava cansada, e por tal motivo, aceitou ao convite do homem, Ele a pegou nos braços e neste instante, sentiu um forte sentimento de Amor, pois, seu coração ficou mais acelerado.

O homem de “coração de pedra” se rendeu a sensibilidade da jovem. Os dois se apaixonaram e passaram a namorarem. Tal fato levou a muitas pessoas a ficarem pensando o que levou um homem rico e bonito a gostar de uma jovem paralítica? Ele encontrou nela o verdadeiro Amor. O homem rico levou a sua amada e a mãe, para sua residência na cidade grande, onde passaram a viverem felizes com a chegada de mais uma vida ao seu lar. A jovem teve uma filha, que para a surpresa de todos, só herdou a cor da pele, olhos e cabelos de sua mãe.

Eles pararam a viverem felizes para sempre. Sua história passou a ser contada na pequena cidade de geração a geração, para que o respeito pelo o semelhante passase a ser cutivados por todos e que a esperança no verdadeiro Amor fosse algo vivo nos pensamentos e corações de sua população.

O que seria da vida sem o Amor!?

Como haveria vida sem o Amor!?

Será que devemos impor barreras para o Amor?

Por onde anda o nosso Amor?

Autor: Nosdaj.


OBSERVAÇÃO: Primeiramente, Feliz dia dos namorados para todos os casais que estão unidos pelo o verdadeiro Amor, que tem sua continuidade com a vivência juntos. E não se esqueça de regar a Rosa do seu Amor, caso contrário, ela não sobrviverá.

Os comentários poderão serem encaminhado para o E-mail do Blog: onlineconhecimento@gmail.com.







sexta-feira, 11 de junho de 2010

A TERCEIRA VISÃO

Era uma noite chuvosa, quando um carro de luxo parou no acostamento de uma rodovia. Em poucos minutos, a porta do veículo foi aberta e um filhote de cão era deixado ao abandono, pelo casal que se encontrava no carro.

O pequeno animal saiu assustado, com frio e fomem pela a rodovia. Sem entender os motivos pelo qual foi abandonado. O pequena cão era da raça Vira Lata. Tinha sido dado de presente ao casal por um amigo de infância, que por sua vez era uma pessoa pobre.

Contudo, como por uma força do destino, naquele momento um senhor voltada de um trabalho pela mesma rodovia, quando avistou o pequeno cão andando pelo o acostamento, preste a ser vítima de atropelamento. Movido pelo sentimento de proteção e amor pelos os animais, ele paraou seu carro e socorreu o cão. Ele era uma pessoa solitária e àquele animal se tornou seu melhor amigo.

Passado um ano do ocorrido, ou seja, o abandono do pequeno cão, que agora já estava bem mais feliz, saudável e grande. No transcorrer desde período, alguns fatos ocorreram:

1- O casal passaram a serem pais de um lindo garoto que nascera com saúde, para felicidade deles;

2- O senhor que havia resgatado-o era uma treinador de cães. Ele preparou o cão para um nobre missão.

Que missão será esta!?

O casal em sua vida de luz e felicidade, foram acometido por uma fatalidade. Seu filho começou a manisfestar um sintoma de perda de visão. Os médicos cheram a conclusão que era de origem genética e não tinha cura. Mesmo assim, o casal passaram a lutarem para conseguirem reverter o problema. Gastaram tudo que tinham conquistado em nome da saúde do seu único filho. Ele ficaram pobres e foram morarem distante do centro da grande cidade.

Neste período, a criança já havia perdido sua visão por total. A mãe ficava em casa tomando conta do filho e o pai sai embusca de trabalho. O que recebia mal dava para sua alimntação. Contudo, o ue mais os deixavam triste, era ver seu filho andando batendo nas paredes e móveis, isto quando não cai.

Certo dia, o pais ao sair embusca de trabalho, ao passar por uma casa grande e bonita, ouviu uma voz de um velho amigo, o que havia dado o cão, o chamando. A ir ao encontro do amigo foi primeiramente interrogado a respeito do cão. Ele falou para o amigo que o animal havia fugido. Seu amigo lamentou o fato. O mesmo informou-o que o senhor que morava nàquela casa estava precisando de alguém para realizar uma limpesa no seu jardim. Era ele que sempre realizava a tarefa para o morador da casa, porém, tinha sido contrado para um outro serviço naquele dia e não ia poder atender ao a terefa. Foi então que decidiu endicá-lo para o trabalho. Ao chegar no portão da casa, acompanhado do amigo, chamaram o proprietário da casa que veio atendê-los. O nobre senhor não pensou duas vezes, o contratou para o serviço.

Durante seu período de repouso para o almoço, ele recebeu a visita do morador da casa que passou a conversar com elel. Neste instante, eles já se sentiam uma certa amizade. Foi neste rítmo, que o trabalhador contou sua história de vida para o nobre senhor que o escutava com toda atenção. Mesmo já concluído o tempo de repouso, ele pediu oara que ele continuaste a contar a história. Regada de lágrimas por parte do pai da criança. Concluída a história, ele retornou ao serviço.

Já ao finalizar o trabalho no jardim, ele foi novamente recebido pelo o proprietário da casa que trazia seu pagamento e um presente. Ele pegou o cão que havia achado na rodovia e deu-lhe de presente, dizendo que ele teria uma forte surpresa ao chegar em casa. Pai saiu agradecendo pelo seu salário e presente ao morador da casa.

Ao chegar em sua casa já à noite, com o presente que havia recebido, sua esposa ficou ficou bem furiosa. Mais uma boca para alimentarmos? O marido a explicou que havia sido um presento do senhor que o tinha contratado para o trabalho. Também falou de seu encontro com seu velho amigo e que o mesmo o tinha conseguido o servisço. Neste instante, sua raiva aumentou. Novamente ele é responsável pela vinda de um cão para nossa família! Seu marido buscou acalmá-la com seus carinhos. Ela já calma, foi providenciar o jantar para seu marido. O seu filho já estava dormino. O cão ficou deitado na sala da casa.

No outro dia, o casal foi acordado por um barulho de uma criança sorrido. Eles logo se levantaram e foram ver o que estava ocorrendo. Para surpresa dos dois, era seu filho com uma de suas mãos pegada no cachorro caminhado pela casa sem bater nas paredes e móveis, pela primeira vez. Os pais ficaram muitos comovidos com a cena que presenciava. Não sabiam se sorriam o choravam de tanta felicidade.

Os pais não pensaram duas vezes, pegaram seu filho e o novo morador da casa, e foram se encontrar com o senhor que havia concedido o presente. Ao chegarem lá, foram recebidos com todo carinho pelo proprietário da casa. Apresentaram seu filho para ele e contaram o fato que ocorreu e que seu filho veio caminhando pela rua sem tropeçar. Foi neste instante, que o nobre senhor os contou a história do cão. Aí, eles lembraram que tinha sido o mesmo animal que haviam abandonado na rodovia. O treinador de cães falou para o casal que havia treinado o cão para ser guia de pessoas cegas. Tal decisão foi tomada após um sonho que havia tido quando chegou em sua casa naquela noite: um pequeno garoto abraçado com um cão no meio de uma forte escuridão.

Para surpresa do casa, o treinador não havia posto um nome pata o cão. Ele falou que sabia que esta decisão não seria sua, e sim, do verdadeiro amigo do cão. Neste casao, o garoto. Foi nete instante, que ele pediu que o menino escolhesse um nome para seu novo amigo.

Qual será o nome que o menino ia dar ao seu amigo?

Todos ficaram surpresos com a escolha do nome que o menino escolheu:

    • Terceira Visão.

Quem imaginava que ele seria tão criativo para com o nome de seu amigo!

Após um certo tempo de diálogo entre eles, o casal agredeceu pelo presente e retornou para sua casa.

Agora com ajuda e seu amigo, o garoto foi crescendo e se tonando um jovem feliz. Conseguiu se farmar em direito e logo após uns messes, participou de uma concurso para Juiz. Ele conseguiu ser aprovado e com sua nova conquista, ele passou ajudar seus pais terem uma vida melhor. Seu grande amigo, o Terceira Visão, já estava com uma certa idade. Sabendo que o mesmo precisava descançar de sua nobre jornada, ele o entregou para seus pais cuidarem dele em uma fazenda que havia comprado. Pedido aceito, o jovem Juiz agora estava sem seu velho amigo. Para o seu bem, ao longo desse período, seu amigo havia se tornado papai de vários filhotes. Um deles foi treinado para dar continuidade a missão de seu pai, o Terceira Visão.

O jovem Juiz se tornou um homem de nome conceituado na sociedade. Ele decidu contar sua história de vida em uma livro. O que ele não esperava é que, o mesmo severia de lição e vida para várias pessoas a respeito da valorização da vida. Milhares de exemplares form vendidos não só no Brasil, como também, em outros países. Seus pais, já idosos, não sabiam como surportar tanto orgulho e felicidade pelo o exemplo de vitória de vida de seu filho.

É bom lembrarmos que o Terceira Visão também passou a ser conhecido por todos que liam o livro, pois, na capa do livro estava sua foto e de seu amigo cego ainda jovem.

Seu filho passou a ser chamado também pelo seu nome, em sua homenagem. É, o nome Terceira Visão imortalizou-se.


Autor: Nosdaj.


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Uma Abelha, uma Rosa Especial e o Jardineiro


Certo dia, uma Abelha sai em busca do néctar de uma Rosa. Ela sabia que não poderia ser uma Rosa qualquer, pois, naquela manhã, o pequeno inseto, havia tido um sonho com um Rosa Especial, que lhe forneceria não apenas o nécta, mas também, o Amor.

Lá foi ela voando embusca de sua missão. No seu caminho encontrou vários tipos de flores, umas mais belas que a outra. Porém, saberia qual seria a flor certa, pois, seus sentimentos seriam ativados por ela, ou seja, a Rosa Especial.

Já estava anoitecendo, e nada de a encontrá-la. Contudo, seu desejo era mais forte do que seu próprio instinto de retornar a Coméia ao entardecer. Após o segundo dia de sua busca, a pequena Abelha já começava a se sentir fraca. Foi , quando ocorreu o inevitável! Lá estava um lindo jardim que era cultivado por um Jardineiro que tinha um filho com uma doença rara. Nenhum médico havia diagosticado sua causa. Tudo que se sabia da mesma é que, o deixava fraco e sem vontade de viver.

A pequena Abelha foi logo em busca de sua Rosa Especial. Entretanto, sugiu um problema para ela: o Jardineiro só cultivava rosas vermelhas. Pois, foi uma dessas que ele havia entregue a sua falecida esposa para representar seu Amor por ela.

E agora, pequena Abelha!?

Só o destino poderia ajudá-la! Ela saiu voando entre as rosas para que pudesse identificar sua Rosa Especial. Foi neste instante que, ela viu o Jardineiro com seu filho nos braços entre as rosas como tivesse procurando algo. Na verdade, ele sabia que seu filho ficava feliz quando estava no meio das rosas.

No dia seguinte, a pequena Abelha sentiu uma força que lhe atraia para uma Rosa tão bela que ela jamais havia visto. Esta Rosa lhe forneceu o melhor nécta de toda sua vida. A energia contida nela, parecia algo do Além. Pois a pequena Abelha, sentiu suas forças retornarem muito mais forte como nunca havia sentido em todo sua vida.

Aí, a pequena Abelha avistou o Jardineiro com seu filho passeando entre as rosas. Neste instante, uma voz solicitou-lhe para ela avisar ao Jadineiro que era para ele preparar um chá com as pétalas da Rosa, e que o mesmo curaria ao seu filho.

A pequena Abelha ficou pensando como poderia se comunicar com o Jardineiro. Foi neste instante, que uma energia muito forte começou fazer com que a Abelha começasse a escrever a mensagem ao Jadineiro com o nécta que ela havia colhido da Rosa Especial. A pequena Abelha escreveu a mensagem nas Pétalas da Rosa Especial.

Quando o Jadineiro avistou àquela linda Rosa, viu que uma pequena abelha estava realizando uns movimentos estranhos. Ao se aproxima-se, avistou a frase que solicitava para ele preparar o Chá. Ele não pensou duas vezes, colheu as três pétalas que estava escrita a mensagem e as levou para sua casa para preparar o remédio para eu filho.

Ao tomar o chá, o garoto começou a sentir vontade de dormir. Seu pai o levou para sua cama e ao amanhecer, o inesperado havia ocorrido: O garoto não estava em sua cama. O Jardineiro ficou muito preocupado. Saiu embusca do seu filho. Para sua supresa, o garoto estava brincando como antes da doença. O Jardineiro correu ao encontro de seu filho e o abraçou muito forte e começou a chorar. A felicidade era tanta que ela não sabia o que deveria fazer naquele instante. Foi então que, o garoto pediu que o fosse com ele ao encontro da Rosa Especial. Lá estava ela acompnhada da pequena Abelha. O que o Jadineiro e seu filho não esperava era que a pequena Abelha tivesse escrito mais uma frase: Agora posso partir em paz! Assinado: Ceciliana.

O Jardineiro e seu filho começaram a chorarem a ler a frase e muito mais, pelo nome que havia na assinatura. Ceciliana era o nome da esposa do Jadineiro.

A pequena Abelha voltou para junto de suas companheiras e contou sua linda jornada para todas sua amigas. As pétalas das Rosas do lindo Jardim, passaram a curar várias outras pessoas.

Mas, o que havia de Especial nas pétalas das Rosas do Jardineiro!? O Amor do semeador.

Por onde anda o seu verdadeiro Amor?

Saberás identificá-lo?

Será que ele ou ela não poderá está bem perto de você?

OBSERVAÇÃO: Os comentários deverão serem encaminhados para o E-mail: onlineconhecimento@gmail.com

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Câmera HD à prova d’água

A Sanyo lançou na Computex uma câmera HD à prova d’água. A Xacti DMX-CA é uma dual-cam, isto é, filma e tira fotos, mesmo sob três metros de água. Os vídeos, em 1080p, são em MPEG-4, o que facilita a reprodução em players e TVs de alta definição. Outro item que contribui para isso é a porta HDMI.

Para fotografia, a Xacti captura em dois modos: tele e wide. Ou seja, é possível trocar as lentes de 80 mm por 480 mm para 40 mm por 200 mm. Junto com os 14 megapixels de resolução, a Sanyo deixa rastros de quem é o alvo nesse lançamento: o consumidor que não é leigo, mas não precisa de uma câmera semi-profissional.

Resta saber o preço da máquina, que será lançada em várias cores. A rival Kodak Playsport sai por 150 dólares, um preço plausível para quem busca uma câmera boa que funcione até debaixo d’água.